Indústria

Sebrae e Senai trazem solução para empresas do setor gráfico

A partir do 1º semestre de 2020, terão acesso à solução Retrofit do Parque Gráfico

Franklin Santos, diretor do Sebrae, falou sobre a importância de as empresas se atualizaremAs micro e pequenas empresas do setor gráfico da Bahia terão acesso uma solução ofertada, a partir do 1º semestre de 2020, pelo Sebrae e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Trata-se da solução Retrofit do Parque Gráfico, por meio da qual as empresas poderão implantar vários tipos de sensores e atualizar o processo de máquinas offset. 

Os donos de gráfica receberão consultorias pelo programa Sebratec para a implantação da tecnologia, enquanto o Senai ficará responsável pela execução. A novidade foi apresentada na tarde desta quarta-feira (27), durante o XVIII Seminário da Indústria Gráfica, que foi realizado no Senai/Cimatec em Salvador.

O objetivo da solução é fazer com que as empresas do setor em fase de transição tenham à disposição ferramentas e recursos para melhorar seu processo produtivo, como explicou a gestora de projetos do Sebrae em Salvador, Eliane Correia. 

“O Sebrae traz toda a sua expertise na parte de gestão para que os empresários possam aprimorar seus resultados”, pontuou. 

O consultor do Senai/Cimatec, Tadeu Silva, disse que os dispositivos darão a possibilidade ao dono de negócio a ter informações sobre o funcionamento de seu equipamento, como quantidade em estoque, nível de tinta, alerta de manutenção de peça, entre outras. 

“A maioria das gráficas existentes na Bahia é de pequeno porte e muitas possuem máquinas de grande durabilidade, que já funcionam a 20 ou 30 anos. Portanto, essa é uma forma de modernizar essas máquinas, sem a necessidade de um investimento alto na troca de todo o equipamento”, explicou.

Impressão digital

O tema da 18ª edição do seminário abordou o mercado e as oportunidades com uma realidade que se impõe: a impressão digital. Na abertura do evento, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Josair Bastos, que também é presidente do sindicato patronal representante do setor gráfico, falou sobre esse processo de transformação.

“A impressão digital é o assunto do momento em nosso setor, por conta de sua evolução ao longo dos anos. Mas a offset vai continuar, pois haverá uma complementação de serviços. É por isso que trouxemos o tema para o nosso seminário, com o objetivo de que as gráficas baianas possam se atualizar”, concluiu. 

O diretor técnico do Sebrae Bahia, Franklin Santos, também destacou a importância do tema abordado para um setor que tem relevância no estado. 

“É fundamental que o setor gráfico acompanhe o processo de revolução digital e o Sebrae tem a missão de, justamente, dentro de sua expertise, trabalhar aspectos de gestão para que as empresas se atualizem e mantenham sua competitividade no mercado”, afirmou.

Durante toda a tarde, representantes de empresas e especialistas do setor levaram informações técnicas e também sobre a atual realidade do mercado para os donos de indústrias gráficas. O XVIII Seminário da Indústria Gráfica realizado pela Fieb, por meio do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado da Bahia, em parceria com o Sebrae.

Agência Sebrae de Notícias Bahia
(71) 3320-4557 /4558
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.ba.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebraebahia
www.facebook.com/sebraebahia