Turismo

Roteiro “Caridade e Fé” potencializa turismo religioso em Salvador

Parceria do Sebrae com a Pastoral do Turismo levou ações para o desenvolvimento de cinco pontos da capital

Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia é primeira parada do roteiro“Andar com fé eu vou, que a fé não costuma ‘faiá’”. Os versos de Gilberto Gil sempre vêm à tona para os devotos que caminham os cerca de 8 km entre a Conceição da Praia e a Basílica do Bonfim, em Salvador, durante a tradicional Lavagem do Bonfim. A segunda maior festa popular do estado, que acontece sempre na segunda quinta-feira após o Dia de Reis (6 de janeiro), reúne milhares, ou até milhões, de baianos e turistas, na celebração que acontece desde 1754.

Os dois pontos que ligam o cortejo também fazem parte do roteiro “Caridade e Fé”, que foi organizado a partir de uma parceria entre o Sebrae e a Pastoral do Turismo iniciada em 2017. Essa parceria buscou desenvolver experiências a serem ofertadas para os turistas em cada um dos cinco pontos. Além da Conceição da Praia e do Bonfim, o roteiro inclui o Mosteiro do Salvador, a Igreja João Paulo II e Nossa Senhora dos Alagados e o Memorial Irmã Dulce. O roteiro já está sendo comercializado por cinco agências de turismo receptivo.

A gestora de projetos do Sebrae em Salvador, Hirlene Pereira, explica que, para consolidar o roteiro, foi realizada uma capacitação junto ao receptivo e o projeto foi apresentado a agentes e guias de turismo da capital. “Realizamos um levantamento dos fornecedores de insumos católicos, incluindo o artesanato. Foi realizado também uma consultoria design para criação e melhoria de produtos, inserindo a identificação de cada um dos pontos turísticos”, explicou Hirlene.

Salvador já é admirada por suas paisagens naturais, arquitetura e manifestações culturais. Mas a ideia de agregar valor aos atrativos turísticos por meio da experiência sensorial vem ganhando cada vez mais relevância. Por isso, a Pastoral do Turismo buscou o apoio do Sebrae para o desenvolvimento de uma ação voltada para a qualificação de um roteiro religioso pela capital baiana.

A ideia é que os turistas possam conhecer as tradições católicas em espaços e igrejas históricas da cidade. A primeira parada é a histórica Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia. A construção secular datada do século XVIII atrai admiração já pela sua estrutura conservada ao longo dos anos.

Por meio do roteiro, os visitantes podem conhecer parte da história do local, sob a ótica da experiência religiosa, que começa pelo batismo e finaliza com a reverência à Nossa Senhora da Conceição da Praia, Padroeira da Bahia. A partir da consultoria prestada pelo Sebrae, desde 2017, a igreja vem aperfeiçoando seus serviços e estruturando experiências para o visitante. Hoje, o local conta com uma loja de souvenirs e um espaço de convivência.

Saindo do bairro do Comércio e seguindo pela Cidade Baixa, a próxima parada do roteiro é o Mosteiro do Salvador, localizado no bairro de Coutos. O espaço é ocupado por monjas beneditinas, que, além da dedicação ao ofício religioso, acolhem a comunidade ao redor por meio de trabalhos sociais. O local tem uma estrutura para receber hóspedes que buscam retiros espirituais. No roteiro, os turistas podem acompanhar a celebração da chamada hora média (12h), com toques de sino e também de uma citara, com orações e hinos religiosos. Podem ainda comprar produtos fabricados pelas prórpias monjas, como as geleias de frutas, incensos e os famosos biscoitos bricelet.

Seguindo pela Cidade Baixa, o roteiro continua em direção ao bairro de Alagados. O destino é a Paróquia de Nossas Senhoras dos Alagados, por onde passaram três santos recentes: o papa João Paulo II, Madre Teresa de Calcutá e Santa Dulce dos Pobres, canonizada em outubro de 2019 e cujo trabalho foi essencial para que o poder público olhasse de forma diferenciada para a localidade. A visita começa na escadaria, por onde passou João Paulo II no ano de 1980 e termina na paróquia construída especialmente para receber o pontífice.

Hirlene Pereira reitera que a canonização de Santa Dulce também reforça o potencial do turismo religioso na capital. Ela é tema central da próxima parada do roteiro. As obras sociais que levam o seu nome de freira trazem hoje a história da mulher que dedicou sua vida às pessoas carentes. A visita guiada inclui o Santuário e o Memorial Irmã Dulce, que tem parte dos objetos de seu acervo pessoal exposto ao público.

A última parada é a Igreja do Bonfim, que, da mesma forma que a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, é um ponto turístico bastante conhecido. O roteiro busca incluir, no entanto, a experiência de caráter religioso, para além de uma simples visita.

A gestora do Sebrae conta que o trabalho em parceria com a Pastoral envolve ainda o fortalecimento da governança do roteiro. “A proposta sempre foi promover um roteiro diferenciado e a ideia é que esse roteiro movimente o empreendedorismo em cada uma das localidades, de forma que produtos e serviços que possam ser agregados à experiência sejam também contemplados, gerando oportunidade de negócios, emprego e renda para essas comunidades”, concluiu.

Agência Sebrae de Notícias Bahia
(71) 3320-4557 /4558
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.ba.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebraebahia
www.facebook.com/sebraebahia