Artigo

Pela sua saúde e pela sobrevivência dos pequenos negócios

Jorge Khoury – Diretor Superintendente do Sebrae Bahia

Jorge Khoury - Superintendente do Sebrae BahiaSe estamos diante de uma crise sem precedentes, os esforços de toda a sociedade devem ser igualmente históricos. O momento deflagrado pelo surto do novo Coronavírus é de cuidado com a saúde de todos, de lucidez e respeito às determinações do poder público. É hora de pensar no coletivo e, é em nome da conscientização pelo bem comum, que o Sebrae apela à sociedade para que abrace os pequenos negócios neste tempo de dificuldades. 
99% dos empreendimentos do país são micro e pequenos negócios, responsáveis por mais da metade dos empregos formais. Em tempos de quarentena, é perceptível que negócios comuns do cotidiano sofrem com a redução de clientes. Alimentação fora do lar, o Varejo tradicional, Serviços de beleza, Transportes e os ligados ao Setor de Turismo estão entre os que mais são impactados, em uma análise feita pelo Sebrae. Os compromissos não esperam, o faturamento caiu. A conta não fecha e, além da preocupação com a saúde, os empreendedores pensam em como seus negócios vão sobreviver à crise.
 
Como é da sua missão, o Sistema Sebrae utiliza a sua força de articulação junto aos entes públicos e privados para garantir um tratamento diferenciado aos pequenos. A estratégia inclui a negociação da prorrogação de prazos para pagamento de tributos; liberação de linhas de crédito em condições especiais; renegociação e alongamento de dívidas; desoneração tributária, entre outras medidas que vão direto ao fôlego do caixa das empresas.
Toda a capacidade técnica e operacional da organização, mesmo trabalhando de forma remota e sem eventos presenciais para contribuir com a não disseminação do vírus, está a serviço de orientar os empresários a encontrarem soluções que são urgentes para os seus negócios.
 
São sinal de alento medidas como as tomadas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em apoio aos empreendedores afetados pelo Coronavírus, que anuncia a prorrogação, por 60 dias, dos vencimentos de dívidas de MPE e de pessoas físicas. Também o Comitê Gestor do Simples Nacional informa a prorrogação, por seis meses, do prazo para pagamento dos tributos federais no âmbito do Simples Nacional.
 
O Sebrae segue negociando para que melhores condições cheguem ao empreendedor. Entretanto, todo cidadão pode neste momento demonstrar sua solidariedade aos pequenos negócios. A mensagem é simples: compre na padaria e no mercadinho do bairro, muitos disponibilizam serviço de entrega. Opte por pedir comida ou remédios em restaurante ou farmácia do bairro. É na hora da dificuldade que, mesmo isolados cuidando cada um de sua saúde, os brasileiros podem dar um abraço fraterno para garantir a sobrevivência dos resilientes pequenos negócios.