Semana Sebrae

Oficina Pitch ensina empresário a apresentar seu negócio de forma rápida e objetiva

Evento fez parte da programação do último dia da Semana Sebrae

Negócios de sucesso são feitos de boas histórias. Para auxiliar os empresários a contarem as melhores histórias sobre os seus negócios, aconteceu na tarde dessa sexta-feira, dia 31, a Oficina Pitch. No evento, que faz parte da programação da Semana Sebrae, o palestrante Rodrigo Paolilo exibiu as melhores formas de apresentação para captação de novos negócios.

Com atuação de quase 18 anos no ecossistema do empreendedorismo, Rodrigo Paolilo reforçou que “todo empreendedor precisa vender o seu negócio e se apresentar bem. Isso faz toda diferença”. O palestrante é fundador e CEO do Grupo Rede+ e do Instituto Inova +. “O Pitch é a apresentação rápida do negócio, que exige capacidade de síntese e argumentação para obter um resultado específico”, complementou.

De acordo com Rodrigo, dentro do objetivo do Pitch é importante trabalhar os quatro Ds, que são: demonstrar qual o negócio; desenhar, ou seja, deixar bem explicado qual é a solução e como ela funciona; destacar quais são as principais vantagens e diferenciais do negócio; e despertar o interesse em alguma ação, que vai variar de acordo com o objetivo do empresário. “Se você conseguir atingir esses quatro itens vai alcançar o seu resultado que é conseguir vender”, afirmou.

Durante a oficina ele detalhou os principais pontos de atenção para fazer um bom Pitch. É importante saber quem é o interlocutor da mensagem a ser passada; qual a oportunidade que se oferece; qual o diferencial; qual a vantagem para o outro lado da mesa; praticar o ‘vender sem vender’; e estabelecer uma lógica e design de apresentação. “Você precisa provar para a pessoa que pode entregar valor, sem usar a chatice ou a argumentação agressiva. Vender com leveza e tranquilidade”, explica o que é ‘vender sem vender’.   

Rodrigo complementa que durante o Pitch o empresário precisa ser ABC: ativo, que é ter energia alta, mostrar atitude, conhecimento e domínio, breve e claro. “Infelizmente há muito empreendedor que termina o Pitch e a gente não entende nada. A clareza é fundamental para você atingir o resultado”, enfatiza.

Os Pitchs podem sem bem rápidos e mais demorados, a depender da finalidade. Na oportunidade, o palestrante apresentou três opções. Na mais curta, que vai de 30 segundos a um minuto, um empresário precisa ter foco na objetividade, atentar para o problema, a solução, o público e o diferencial. Quando o Pitch dura de três a cinco minutos é possível aprofundar os dados, falar também sobre a equipe, crescimento e mercado e ter um material de apoio.

No Pitch mais demorado, que tem duração de sete a dez minutos, o empresário pode ter um material de apoio de qualidade e, além de falar sobre os itens das duas opções mais rápidas, pode detalhar as projeções financeiras. “É importante o empreendedor criar uma linha de raciocínio como forma de interagir e engajar essas pessoas”, afirma.

Ainda na oficina Rodrigo Paolilo exibiu cases de sucesso, tirou as dúvidas dos participantes e promoveu a prática do conteúdo apresentado.

Semana Sebrae encerra nessa sexta-feira (31) 

Gratuita e 100% online, a Semana Sebrae de Capacitação Empresarial encerra nesta sexta-feira (31). O evento ofereceu 4.375 vagas, com 30 capacitações que foram realizadas em plataformas como WhatsApp, Instagram e Zoom. Os cursos, oficinas e seminários foram direcionados para donos de micro e pequenos negócios e, nesta edição, trouxeram conteúdos focados em temas como finanças, marketing digital, liderança, além da apresentação de cases de sucesso. Um dos objetivos do evento, este ano, foi contribuir com a disseminação de conhecimento para que os empresários possam superar a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Para mais informações e conteúdos, siga o perfil @sebraebahia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, Youtube, Linkedin, e faça parte do canal no Telegram, que pode ser acessado pelo link t.me/sebraebahia .