Agronegócio

Curaçá, Uauá e Canudos recebem maior especialista em cultivo de palma do País

Seminários realizados pelo Sebrae reuniu cerca de 200 participantes nos municípios do Norte da Bahia

Engenheiro agrônomo Paulo Suassuna apresentou método de sua criação.Entre os dias 13 e 15 de maio, agricultores e criadores de caprinos e ovinos dos municípios de Curaçá, Uauá e Canudos, no Norte baiano, conheceram as técnicas inovadoras sobre o cultivo de palma forrageira através do maior especialista no assunto em todo o País, o engenheiro agrônomo Paulo Suassuna.

Os seminários promovidos pelo Sebrae em Juazeiro reuniu também representantes de prefeituras, associações e cooperativas agrícolas com o tema “A tecnologia do cultivo intensivo de palma forrageira”, apresentando o método de sistema intensivo, criado por Suassuna, que garante um nível de produtividade até dez vezes maior que o modelo tradicional.

Suassuna explicou que a palma é a forrageira mais viável para garantir a alimentação animal no período de longas estiagens, pois a planta precisa de menos água que outras culturas para se desenvolver bem.

“A seleção e posição da muda no terreno, a época de plantio e os métodos de adubação são diferenciais que, se implantados pelos agricultores, apresentam resultados significativos na região semiárida, principalmente em relação ao crescimento da produtividade”, alertou.

O idealizador da tecnologia do cultivo intensivo da palma garantiu que, com o método, é possível obter produtividades anuais superiores a 600 toneladas da forrageira por hectare. Durante os seminários, o especialista também orientou sobre o valor nutricional da palma e o controle da cochonilha silvestre e outras pragas e ervas invasoras, que podem destruir toda a plantação.

Jerônimo Ribeiro Neto, criador de caprinos e representante da Secretaria de Agricultura de Uauá, participou do seminário e acredita que a metodologia de Suassuna pode ajudar muito a agricultura familiar da região semiárida, porque é possível produzir mais com menos investimento, apenas utilizando o manejo correto.

“Precisamos saber a variedade de palma que se deve escolher e a época ideal para plantar. Por aqui, a gente plantava palma de maneira totalmente diferente e, com acesso à informação, podemos corrigir falhas e mudar nossa realidade, mesmo nos períodos mais críticos de estiagem. Sem dúvida, vou adotar o método na minha propriedade”, afirmou.

Nesta quarta-feira, 15 de maio, último dia do ciclo de capacitações, o assessor da Secretaria de Agricultura de Canudos, Edson Cardoso, ficou entusiasmado com a inovação do método do cultivo intensivo da palma e anunciou que a prefeitura vai fornecer um caminhão de raquetes de palma para os participantes do evento já começarem a implantar a técnica em suas propriedades.

“Sabemos que a palma é uma alternativa importante para alimentar os animais no sertão. E como as pessoas estão buscando aprendizado e querem aumentar e melhorar suas produções, nós temos que apoiar e incentivar. A entrega da palma será feita em uma associação da região e vai beneficiar outros agricultores também”, garantiu.

O analista do Sebrae, Carlos Robério Araújo, disse que as capacitações fazem parte das ações da instituição em promover o desenvolvimento de pequenos negócios também no campo, levando conhecimento para os empreendedores rurais.

“Nessa etapa, foram cerca de 200 participantes nas três cidades e nossa meta é atingir os dez municípios do território Sertão do São Francisco. Para isso, vamos levar os seminários para Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes ainda no primeiro semestre deste ano”, afirmou.  

 

Agência Sebrae de Notícias Bahia
(71) 3320-4557 / 4558
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
www.ba.agenciasebrae.com.br
www.twitter.com/sebraebahia
www.facebook.com/sebraebahia